Metodologia Lean

4 ferramentas essenciais

 METODOLOGIA LEAN

A Metodologia Lean é, nos dias de hoje, um tema já bastante comum nas empresas, muito devido às várias ferramentas que dispõe, bem como à prática e versátil aplicabilidade, acompanhamento e obtenção de resultados.

Os princípios desta Metodologia, a ter em consideração aquando a sua implementação, são:

Criação de Valor

Estruturação de acordo com o que é necessário e expectável

Cadeia de Valor Necessária

Estudar os processos existentes e identificar o que é supérfluo ao processo

Fluxo (Contínuo e Desenhado)

Garantir que todo o processo decorre sem qualquer paragem e/ou problema

Melhoria Contínua

Garantir o envolvimento de todos os colaboradores

4 Ferramentas Essenciais no Lean

– Kanban:

O objetivo da ferramenta KANBAN é a Redução do Desperdício.

Funciona através de modo visual e é normalmente utilizado em áreas de produção. No entanto, pode ser utilizado noutras áreas, de acordo com as necessidades específicas das empresas.

É usualmente utilizado com 3 colunas:

  • Por Iniciar;
  • Em Curso;
  • Realizado.

Com esta ferramenta é muito mais simples para uma empresa realizar o controlo de stock existente, bem como o acompanhamento do status de determinada ação.

Imagem Ilustrativa 

– 5S:

Implementar a ferramenta Lean 5S tem como objetivo promover, implementar e controlar melhorias na eficiência e qualidade dos processos desenvolvidos pela empresa.

Todos os termos que compõe esta ferramenta são de origem japonesa e todos começam por um “S”, fornecendo um método fácil de organização do local de trabalho.

– PDCA:

O PDCA é uma ferramenta do Lean para a melhoria contínua de processos. Esta ferramenta é um método para a criação e execução de mudanças.

Existem 4 passos incluídos no PDCA:

1. Planear (Plan) – É necessário criar um plano de ação que permita otimizar o processo;

2. Fazer (Do) – É necessário testar e colocar em prática o plano de ação traçado;

3. Confirmar (Check) – É necessário analisar os resultados dos testes realizados no passo anterior, bem como criar métricas;

4. Agir (Act) – É necessário agir de acordo com os resultados analisados e aplicar todas as ações corretivas necessárias.

Imagem Ilustrativa

 

DIAGRAMA DE ISHIKAWA:

O Diagrama de Ishikawa, ou Diagrama Espinha de Peixe, é uma ferramenta que permite levantar as verdadeiras causas de um problema, baseado em determinados parâmetros que o constituem:

MÉTODO

São analisados os processos

MÁQUINA

São analisadas as características dos equipamentos pela sua deterioração ou manutenção utilizados para desempenhar tarefa

MEDIDA

Medidas de gestão para a melhoria do processo

MEIO AMBIENTE

Características internas e externas do ambiente de trabalho

MATÉRIA PRIMA

São analisadas características dos equipamentos utilizados no desempenhar das tarefas pela sua qualidade

MÃO DE OBRA

Formação e aplicabilidade da mesma

Esta ferramenta pode ser utilizada em qualquer empresa ou atividade

Exemplo Diagrama de Ishikawa para a área de Produção

 

Num próximo artigo iremos ainda abordar o Lean Digital, com ferramentas que possibilitam o desenvolvimento de aplicações e modelos de dados, que integram as necessidades dos processos e potenciam o foco das pessoas.

 A IMBS dá suporte às empresas no desenvolvimento e implementação de processos com foco na melhoria contínua, de forma a que estes perdurem na organização.

Jelly  © todos os direitos reservados